quinta-feira, 15 de março de 2018

KATY PERRY - PORTO ALEGRE, 14 DE MARÇO DE 2018

Fotos: Talles Kunzler
#
Por Márcio Grings Fotos Talles Kunzler

Katy Perry é um fenômeno pop. Alguém tem dúvida disso? Extraordinária em seus feitos, os números de sua trajetória artística são superlativos. Em apenas dez anos de carreira, a namorada do ator Orlando Bloom tem mais de 100 milhões de seguidores no Twitter e mais de 100 milhões de álbuns vendidos, isso em apenas cinco trabalhos de estúdio! É apenas a maior vendedora de álbuns desse século. Em sua quarta grande digressão mundial, depois de passar por Chile e Argentina, Katy chega a Porto Alegre, cidade em que começa a perna brasileira da sua "The Whitness: The Tour", 55º apresentação da turnê, exatamente metade do percurso. O primeiro show de sua quarta GIG mundial foi no dia 19 de Setembro de 2017, em Montreal, no Canadá, e só para de correr o mundo no dia 21 de agosto, após 11 meses e 110 apresentações pelos quatro cantos do planeta.

Foto Talles Kunzler
Arena do Grêmio em configuração de Anfiteatro, antes de Katy, às 19h20, com propriedade e talento, a cantora trans porto-alegrense Valéria abre os trabalhos. Seu EP de estreia "Sexo Frágil?", que já está em pré-produção, contará com canções assinadas por ela e também por Cláudio Lins, Paulo Renato Nardell, Marcel Varzea e Paulinho Mendonça (letrista da banda Secos e Molhados), além de parcerias com Filipe Catto e Lan Lahn. Em 40 minutos de apresentação, destaque para "Esmalte Velho", tema composto por uma trans piauiense, a cantora Benício Bem. Na despedida, Valéria mostra suas versões de "I Will Always Love You", tema que ficou famoso na voz de Whitney Houston, além da versão em francês de "I Will Survive". de Gloria Gaynor. Já às 20h15, a nova-iorquina Bebe Rexha promove sua estreia em palcos tupiniquins. E ela faz questão de valorizar esse momento, parece se emocionar com o público que faz coro a canções como "Me, Myself & I", "Bad Bitch", "Meant to Be" e "I Got You", um de seus maiores sucessos. Aos 28 anos e com apenas dois EPs lançados, seu álbum de estreia deve chegar às prateleiras nos próximos meses. Ela deve fazer barulho...

Foto: Talles Kunzler
Para alegria do público de 19 mil pessoas, com 20 minutos de atraso, às 21h50, a estrela da noite surge imponente num modelito rubro, com gola, capuz e óculos de sol. A direção do espetáculo é de um especialista em efeitos visuais, o cineasta Tim Sekiguchi. As apresentações da "Whitness; The Tour" estão divididas em cinco atos, e como se fosse Alice no País das Maravilhas, Katy Perry escorrega pelo buraco do coelho o tempo todo: são várias trocas de figurino, dezenas de mudanças de adereços e alternâncias de cenário. Tudo observado pelo onipresente e gigantesco olho/telão/galáxia, um caleidoscópio que compõe o pano de fundo do campo de ações de toda a apresentação. A impressão é que estamos assistindo ao vivo uma peça da Broadway, um clipe filmado ao vivo ou um desfile temático em plena Marquês de Sapucaí. Não! Não estamos presenciando uma montagem teatral, uma filmagem engessada ou conferindo a passagem de uma escola de samba. É música pop, estamos na Arena do Grêmio, mas vários elementos artísticos se misturam, compondo uma explosão de som e cores  que eclodem em frente nossos olhos/ouvidos. 

Foto: Talles Kunzler
Além de uma banda base e duas vocalistas de apoio situados nos extremos laterais, o centro do palco é totalmente utilizado pelas oito dançarinas, e também por fuzileiros em forma de flamingos; vespas e bonecos com cabeça televisiva; um tubarão de formas humanas ou um bailarino que faz pole dancing na extensão que avança até o meio da pista. Quanto ao repertório, Katy realmente aposta no novo álbum: são oito temas de "Whitness". Em contraponto, ela também prestigia os fãs com sete músicas de "Teenage Dream" (2010), álbum que a colocou no Everest do pop mundial. Completam o cerco a seu repertório, 3 sons de "One of These Boys" (2008) e mais dolis de "Prism" (2013).

Foto: Talles Kunzler
Com a ajuda do público e sempre muito simpática e carinhosa, Katy se comunica em português, interage constantemente com o público e ganha o coro de milhares de fãs em sucessos como "Hot N' Cold", "Last Friday Night", além de cânones de seu setlist como "I Kissed a Girl" e a balada "Thinking of You". Depois de Porto Alegre, Katy Perry ainda se apresenta em São Paulo (17), no Allianz Parque; e no Rio de Janeiro (18), na Praça da Apoteose. Quanto ao show na Capital gaúcha, nossos agradecimentos a Agência cigana pelo suporte e credenciamento. 

Setlist KP PoA:

Act 1 - "In The Space" (Video introduction)

Witness
Roulette
Dark Horse
Chained to the Rhythm

Act 2 - Act My Age (video interlude)

Teenage Dream
Hot N Cold
Last Friday Night (T.G.I.F.)
California Gurls
I Kissed a Girl

Act 3 - Celestial Body (video interlude)

Déjà Vu
Tsunami
E.T.
Bon Appétit

Act 4 - Mind Maze (video interlude)

Wide Awake
Thinking of You
Power

Act 5 - Vídeo Game (video interlude)

Part of Me
Swish Swish
Roar

Bis:

Firework

Foto: Talles Kunzler


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ÚLTIMA COBERTURA:

ROGER WATERS - PORTO ALEGRE, 30 DE OUTUBRO DE 2018

Fotos: Fábio Codevila Review Márcio Grings Fotos Fábio Codevilla Não há lembrança, pelos menos nos últimos anos, de um tour mundial ...